Resenhas

Em Hamlet, ato2, cena 2, Rosencratz assim responde à afirmação do príncipe dinamarquês de que seu país é “uma prisão”: “É que vossa ambição vos persuade que seja um cárcere. É apertada demais para vosso espírito”. Sabem os leitores de Shakespeare que esse é um tema transversal da peça: a consciência superlativa do personagem-título apequena […]

Continue lendo sobreEm busca de um tempo mantido, por Clayton de Souza

No mundo moderno uma nova febre parece procurar converter leitores: a obrigação da felicidade. Livros de auto-ajuda ajudam seus autores a enriquecer e prometem bonança àqueles que aceitarem abrir mão da vida “infeliz” que vivem para conhecer o lado bom da vida. Textos felizes com exemplos de homens e mulheres bem-aventurados que respiram alegria e […]

Continue lendo sobreEntre os labirintos do Desnorteio*, por William Lial

Conheci Gil Perini quando estreei em livro, em 2000, pelo IMS/SP, com os contos de “Nó de sombras“. No ano anterior, Gil tinha lançado, pela editora Giordano, de São Paulo, seu “O pequeno livro do Cerrado“, também de contos. Passei a lhe telefonar, trocamos cartas, e-mails, impressões, livros. Eu descobria, com certo deslumbramento (depois, bastante […]

Continue lendo sobre“O Afinador de Passarinhos” traz o diapasão de cronista do goiano Gil Perini, por Chico Lopes

VerdesTrigos em 02/05/11

Os estranhos personagens comuns de Chico Lopes por Antonio Manoel dos Santos Silva Gostei de ler o último livro de contos de Chico Lopes, Hóspedes do Vento (São Paulo, Nankin, 2010). Não se trata de livro de estréia, pois o autor já havia publicado Nó de Sombras (2000) e Dobras da Noite (2004). Os títulos […]

Continue lendo sobreOs estranhos personagens comuns de Chico Lopes

VerdesTrigos em 18/12/10

PRANTO PELOS SONHOS MORTOS: LIVROS FALAM DE IDEAIS DERROTADOS POR DINHEIRO E DROGAS Neste fim de ano, curiosamente, os dois livros mais longos que li têm uma afinidade: falam de ideais artísticos, existenciais, comportamentais dos anos 1960 e 1970 que sucumbiram à indústria cultural – pois esta soube devorá-los cinicamente – ou que morreram porque […]

Blog Widget by LinkWithin

Continue lendo sobrePranto pelos sonhos mortos, por Chico Lopes