A filmagem dos depoimentos que farão parte do documentário Justiça: Uma História encerrou-se na última sexta-feira (30), no Salão do Júri do Palácio da Justiça.

       

No mês de janeiro, historiadores, operadores do Direito e juristas renomados participaram das gravações da obra, que pretende contar, em testemunhos e cenas dramatizadas, a história da Justiça no Brasil. A iniciativa tem o apoio da Presidência do TJSP.

O presidente da Corte, José Renato Nalini, encerrou a série de depoimentos, que contou também com a participação da desembargadora Zélia Maria Antunes Alves e de Marco Antonio Villa, Ives Gandra Martins, Sérgio Jacomino, Carlos Alberto Parente, entre outros. Nalini expressou seu ponto de vista quanto às futuras transformações no Poder Judiciário e abordou questões relativas à excessiva judicialização dos litígios, “fenômeno que tem contribuído para o crescimento exponencial das tarefas dos magistrados”, afirmou

Dr. José Renato Nalini discorreu sobre a importância e o papel na sociedade do Tribunal de Justiça de São Paulo, o maior Tribunal de Justiça do planeta. Abordou questões relativas à excessiva judicialização dos litígios, fenômeno que tem contribuído para o crescimento exponencial das tarefas dos magistrados, e manifestou suas opiniões a respeito das futuras transformações no Poder Judiciário.

imageDr. Ives Gandra Martins, tributarista renomado e professor universitário, tratou de temas da história do Poder Judiciário, discorrendo sobre sua estrutura na Colônia, no Império e na República. Analisou a trajetória da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco e o seu papel na formação dos profissionais do Direito desde 1927 e na formação dos lideres políticos que tiveram presença relevante no Império e na República. Fez uma análise da atuação do Supremo Tribunal Federal em vários momentos da história republicana.

imageO Desembargador Dr. Roque Mesquita, que é também graduado em História, fez comentários sobre a presença de “profissionais” da Justiça já na comitiva de Martim Afonso de Souza. Abordou as características principais do Poder Judiciário em vários momentos da História do Império e da Republica, analisou o Código Civil de 1916, a importância das associações de classe para a magistratura e finalizou o seu depoimento manifestando sua visão do papel do Juiz de Direito na sociedade e na garantia da paz social.

Segundo o produtor, diretor e roteirista Vicentini Gomez, o filme terá depoimentos contundentes, acrescidos de cenas que reconstituirão casos que ilustram como foi a aplicação da Justiça ao longo da história do País, desde o período colonial até a redemocratização, no final do século passado. O projeto do filme foi idealizado pelo desembargador Roque Antonio Mesquita de Oliveira, em 2009, com participação da produtora Palha & Cia – Casa de Criação.

        Comunicação Social TJSP – DI (texto) / divulgação (fotos) imprensatj@tjsp.jus.br e assessoria de imprensa

Blog Widget by LinkWithin

Deixe uma resposta

Twitter Users
Enter your personal information in the form or sign in with your Twitter account by clicking the button below.