O Estado de S. Paulo – 18/02/2010 – Por Redação
Em mais um escândalo de espionagem envolvendo Israel e o Hamas, o filho de um dos fundadores e líderes do grupo islâmico palestino admitiu ter servido, “por anos”, como uma das principais fontes do serviço interno de inteligência israelense, o Shin Bet. A informação foi revelada ontem pelo jornal israelense Haaretz. Filho do xeque Hassan Yousef, ex-número 1 do Hamas na Cisjordânia, Mosab Youssef teria evitado “dezenas de atentados” contra israelenses, principalmente na segunda intifada, iniciada em 2000. Ele também teria colaborado com o desmantelamento de várias células do grupo islâmico e com a política de “assassinatos seletivos” de líderes do Hamas adotada por Israel, que decapitou parte da cúpula do grupo. Mosab converteu-se ao cristianismo e atualmente vive na Califórnia. Ele lançará um livro na próxima semana nos EUA intitulado Son of Hamas (SaltRiver, 288 pp., US$ 26,99) , no qual narra seu trabalho como agente da espionagem israelense.

Blog Widget by LinkWithin

Deixe uma resposta

Twitter Users
Enter your personal information in the form or sign in with your Twitter account by clicking the button below.